BLOG

E por falar em Impressionismo...

19/02/2016

Falando em Monet... Eu amo impressionismo!O descompromisso com a nitidez da figura, os contrastes de luz e sombra.

Esta tela da Cor Galeria, de Marina Baldini,  me remete às pinceladas de Monet. Foi paixão instantânea, mas não comprei de cara. Se gosto de uma obra, começo a visitar a galeria, sinto o que ela tem pra me dizer, pra me passar... sei que ela vai fazer parte da minha vida, porque não é uma almofada, não é um sofá, é arte!Não veio ao mundo pra combinar com a cor da cortina e da almofada. Merece respeito.

 

 

Bom, acho que fugi do tema com meu discurso de entusiasta de arte, mas o que aconteceu é que ela veio parar na minha casa na terceira visita a galeria. Descobriu seu lugar, nunca mais saiu.

Aquisições de arte fazem toda a diferença na casa. Não importa o valor, importa o que as pinceladas lhe trazem de emoção. Aliás, por favor quando me mostrares um quadro não fale de preço, diga-me somente o nome do artista (há quem só lembre o preço) e o que ele significa pra você. Nada pior do quea soberba e a ignorância diante de suas próprias conquistas.

Gisela

#art #arte #casaecia #casaeciatv

Os jardins de Monet

18/02/2016

Um dos passeios mais bonitos que se pode fazer durante uma visita à França é, sem dúvida, a visita a casa do pintor Claude Monet, na pequena Giverny, a 75 km de Paris.

 

Monet, mestre do Impressionismo, morou nesta casa entre os anos de 1883 a 1936, ano de sua morte.

 

 

Caminhar pelos jardins da propriedade é quase como estar dentro de uma de suas telas.Dizem que era o próprio Monet quem cuidava das flores, como quem quisesse criar o cenário perfeito para suas pinturas.

 

 

 

Além disso, é possível visitar o interior da casa, onde pode-se conhecer o atelier do artista e vislumbrar reproduções de algumas de suas obras-primas.

 

Visite

A casa e os jardins estão abertos diariamente entre o início de abril e o fim de outubro; do início de novembro ao fim de março, estão fechados.

Os visitantes podem comprar o ingresso com antecedência na bilheteria online da Fundação Monet. O ingresso custa € 9,50 para adultos e € 5,50 para crianças a partir de 7 anos.

 

Sobre Claude Monet

Oscar-Claude Monet nasceu em Paris no dia 14 de novembro de 1840, e faleceu no ano de 1926 nesta casa, em Giverny. Pintor, foi um dos mais célebres artistas do Impressionismo.

O Impressionismo surgiu na pintura frances, e começou com um grupo de jovens pintores que decidiram romper com as regras vigentes na pintura da época. O nome deste movimento vem da obra de Monet, chamada Impression, soleil levant (Impressão, nascer do sol), de 1872. 

 

 

 

GISELA DOS SANTOS - Comida, Diversão e Arte.

14/04/2015

Este foi o tema que eu passei pro saudoso Zeca D'Acampora em uma mostra de mesas que promovi nos corredores do Beiramar Shopping anos atrás,pouco antes da partida do Chef. Querido como sempre, ele topou na hora, e produziu uma mesa sensacional baseada na semana da arte modernas de 1920.Pensando num assunto pra minha segunda coluna na Mercato Immobiliare, o refrão (Titâs) "Comida, Diversão e Arte" me voltou à cabeça. Explico: em minha opinião sem estas três coisas uma casa será sempre só uma casa...Nunca um lar.A palavra lar lhe soa piegas?Pois pra mim não.

Lar, independente de quanto tenha custado sua montagem, é uma casa com vivências,com alma e será sempre mais do que só um imóvel.Sem cheiro de COMIDA e sem temperos, uma cozinha super equipada não vai passar de um amontoada de parafernálias. Adoro cheiro de cebola frita em casa.A base de um risoto preenche o espaço de memórias afetivas. É uma delícia, depois enjoa, claro, daí assa-se um bolo pra mudar os ares. Risos também ficam impregnados nas paredes.Acredite!!! Encontros de amigos, conversas e DIVERSÃO marcam de maneira definitiva o astral da casa. Também se pode chorar entre suas 4 paredes,lógico.A casa vai sentir e tentar lhe confortar. Passada a crise,retribua.Compre vasos novos, flores e ARTE, a melhor tela ou escultura que você puder pagar.Apaixone-se pela arte, interaja e interprete cada peça do seu próprio jeito.Saiba o nome dos artistas que compõem seu acervo, e evite comentários sobre preço...Isso faz toda a diferença.Nada pior do que a soberba ou a ignorância diante de suas aquisições. Texto de Gisela dos Santos para a revista Mercato Immobiliare

Arte para quem desja arte. - Por Marina Baldini

14/04/2015

O momento atual é propicio para o surgimento de novos artistas, esses muitas vezes criando em novos suportes para um novo público. O jovem de hoje tem interesse por arte, arte com a qual ele se identifica, admira e muitas vezes se sente parte dela.

A internet e a rua muitas vezes fazem o papel de galeria e novas obras de arte multiplicam-se nos monitores e muros daqueles de olhar atento.

Do interesse que surge através de imagens que circulam na rede em blogs e fklickr de artistas e figuras pintadas em muros da cidade, surge a vontade de buscar o "real". É comum o público que visita a galeria, já conhecer e identificar artistas, trabalhos e séries, sem nunca ter estado lá antes, mostrando profundo interesse pela arte atual produzida em Florianópolis.

Um novo público surge, um público jovem que deseja ter em sua casa arte de qualidade que fale sua língua. E essa linguagem muitas vezes abandona telas e molduras e transforma-se em grafites feitos diretamente nas paredes das residências de quem investe na arte como forma de completitude de seu bem estar e sabe que a história da humanidade é a história da arte e viver o seu momento, não é de forma alguma negar seu passado, mas sim participar das mudanças de seu presente.

Sendo assim, interessantes coleções vão se constituindo, onde um retrato de Martinho convive ao lado de um grafite Driin sem causar desconforto, muito pelo contrário sugerindo uma perfeita conexão proporcionada pela liberdade contemporânea.

Marina Baldini - Arquiteta e Galerista
www.corgaleria.com