BLOG

Casa Cor Santa Catarina 2017

25/09/2017

Como todos os anos, desde 1999, o CASA E CIA está na cobertura de Casa Cor SC.

Atingimos maioridade,  já são 18 anos de cobertura! Em Santa Catarina, em outros estados brasileiros e outros países da América Latina.  Com base em tantas andanças posso dizer que a mostra catarinense vive momento especial.

A escolha do prédio do antigo Ipuf, uma edificação com mais de 100 anos, pra servir de palco para o evento foi acertadíssima.  E a restauração do imóvel entrou num contexto de revitalização de todo o entorno. A Praça Getulio Vargas, mais conhecida como Praça dos Bombeiros, renasceu depois de passar por um retrofit.

Muitos ambientes de Casa Cor voltam-se para a Praça. Amplas aberturas arqueadas valorizam a vista de árvores centenárias .

O passado da edificação não é glamouroso, o prédio foi concebido pra abrigar um orfanato inicialmente.  Isso explica a ausência de muitos adornos e entalhes. Mesmo assim, o pé direito altíssimo , o piso de madeira e as aberturas conferem imponência aos interiores.

 

Foto:Lio Simas

Fachada. Foto: Lio Simas

 

Gostei de ver que muitos expositores tiveram o bom senso  de evitar maiores interverências no estrutural, mantendo as madeiras de piso e teto. São detalhes belíssimos . Muitos foram ainda mais longe. Descascacaram as paredes trazendo a tona os tijolos da obra. O visual destroyed está em alta.

Ao invés de mascaradas as marcas do tempo são escancaradas.

Nada tem que estar muito alisadinho , nem uniforme... Arranhões, manchas , o que antes era sinal de descuido hoje é bacana.  Menos perfeccionismo, menos preciosismo , mais a verdade do imóvel. É o que preconiza a estética japonesa wabi-sabi.  Na minha interpretação a  fórmula então é: economizar com acabamentos de obra e intervenções exageradas na estrutura e investir mais em no bom design, arte, antiguidades, tapetes, abajures...

 

Foto:Lio Simas

Loft de Uma Nota Só. Foto: Lio Simas 

 

Tendências

Casa e Cia não considera que as tendências sejam regras, mas não há como negar que alguns elementos se destacam em cada temporada.  Nesta edição serralheria está em alta.  Já apontamos o mesmo em Casa Cor SP.

Estruturas metálicas espalham-se por salas cozinhas e dormitórios.

Os sofás em formato curvo seguem fazendo sucesso em interiores.

Mistura de estilos e estampas. Não é novidade, mas é cada vez mais usado juntar alhos e bugalhos. Promover o diálogo de peças de diferentes períodos.

Verde . Vasos, jardins verticais ...as plantas naturais invadem os interiores .

Está em alta trazer pra perto o que faz bem

 

Foto: Lio Simas

Mar Sonoro, Mar sem Fundo, Mar Sem Fim... Foto: Lio Simas 

 

Minimalismo não é regra, mas está em alta...  o desapego do supérfluo é  tendência sim, mas o exagero também é. O tema de Casa Cor é FOCO NO ESSENCIAL, mas cada um sabe o que é essencial para si.